Como acontece o processo de cicatrização? Como nos curamos? Quais as formas que o corpo humano tem para uma ferida cicatrizar?  Quais os factores que ajudam na cicatrização?

Ter uma ferida significa que um tecido da pele sofreu uma lesão, mas existem duas possibilidades de esse tecido ser restabelecido: pela regeneração ou pela reparação.

Embora a maioria dos órgãos utilize estes dois métodos de cicatrização, a verdade é que eles apresentam características e processos distintos. Enquanto a regeneração acontece quando as células se reproduzem dentro do tecido que sofreu a lesão, ocupando o espaço que pertencia às células magoadas, a reparação ocorre quando o tecido lesado não reproduz o mesmo tipo de células, formando uma cicatriz. Este processo pode ser dividido em três fases distintas:

 

Inflamação

Esta fase é caracterizada pelo aumento da permeabilidade vascular. Com isto é fomentada a migração dos leucócitos para a zona afectada, principalmente dos neutrófilos e dos macrófagos, que têm como principal função limpar e proteger a área lesionada de infecções pela fagocitose.

 

Proliferação

Esta etapa acontece quando a ferida começa a fechar por acção do tecido conectivo, composto essencialmente por colagénio (proteína produzida pelas células fibroblastos), cuja função é propiciar a resistência da lesão, obrigando-a a retrair-se e a diminuir a sua área.

 

Maturação

Durante este período a ferida adquire tecido cicatricial, composto por colagénio, que ao ser contraída diminui o seu tamanho. Este processo também é caracterizado pela reconstrução das células da epiderme pela mitose e pela migração celular, o que se traduz numa alteração da cor da cicatriz, ou seja, passa do vermelho ao rosa, tornando-se mais pálido e mais forte.

 

ferida, cicatriz, cicatrização

 

Factores que interferem na cicatrização

 

Localização da ferida

Nas regiões proximais, devido à circulação sanguínea ser mais eficiente, tendem a cicatrizar com maior facilidade; nas regiões distais, especialmente nos membros inferiores, a cicatrização já é mais lenta.

 

Medicação

Tudo depende das doses e da duração da terapia, mas geralmente os supressores imunológicos, os citostáticos, os anti-inflamatórios e os anticoagulantes, exercem uma carga negativa no processo de cicatrização da ferida

 

Alimentação

Uma alimentação saudável é vital para a saúde e bem-estar em geral, já que isso condiciona o bom desenvolvimento do processo de cicatrização. A carência de vitaminas A, C ou K, bem como falta de zinco prejudicam a acção do metabolismo, dificultando assim o tratamento.

 

Gravidade da infecção

Quanto maior for a ferida, maior também será o processo de cicatrização

 

Idade da pessoa lesada

O aumento da idade desacelera os processos de cicatrização por consequência da redução da elasticidade e resistência dos tecidos.

 

Diabetes

Pacientes com a diabetes mal controlada têm tendência a desenvolverem infecções e consequentemente dificulta o  processo de cicatrização.

 

Sistema imunitário

Um sistema imunitário eficaz é muito importante para aumentar a rapidez da cicatrização, já um sistema imunitário deficiente pode causar alterações e complicações infecciosas.